Pular para o conteúdo principal

Enquanto há vida...


E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.
(Romanos 8:28)

Dia desses passei por uma grande frustração. Eis que fui fazer a prova prática da habilitação e fui reprovado. Lembro que eu estava, relativamente, calmo. Ciente das coisas que deveria fazer, mas dois pequenos deslizes me condenaram. Não é fácil, pois além do tempo dedicado a se preparar, e da expectativa de conseguir a habilitação, também tem a questão financeira, não é mesmo? Mas, chateado ou não, não teve jeito. Agora vou ter de pagar o Duda e tentar novamente.
Depois de passar por isso, fiquei refletindo. O primeiro pensamento que me veio foi de tristeza, pois não entendi de cara a vontade do Senhor. Afinal eu havia buscado direção e o Senhor me havia confirmado que agora era o tempo, e que eu realmente deveria prestar o exame de habilitação. Porque então não fui aprovado? A resposta, meio óbvia, é que eu não estava pronto. Pois, por mais rigorosos que os avaliadores fossem, ainda assim outros condutores foram aprovados porque concluíram com êxito o trajeto. Mas, não é o fim, ainda me restam outras oportunidades, tentarei novamente. Vou perseverar e, com certeza, serei aprovado. Assim é a vida do homem no mundo perante Deus. Ainda que sejamos pecadores, ao aceitarmos o jugo de Cristo temos a chance de tentar mais uma vez. Contudo apesar de ser um Deus de amor, paciente e zeloso, ainda assim é um Deus de justiça que não faz acepção de pessoas e que julga a todos de igual modo. Houve uma ocasião em que uma pessoa indagou a JESUS: “Senhor, haverão de ser poucos os salvos?” E Ele respondeu: “Esforçai-vos por adentrar pela porta estreita, pois Eu vos asseguro que muitas pessoas procurarão entrar e não conseguirão. (Lucas 13:23-24) São estas as palavras daquele que deu a maior prova de amor que alguém pode dar a outro. Jesus nos amou primeiro, e deu sua vida na cruz do calvário para que todo aquele que NEle creia não se perca, mas que viva com Ele eternamente. Não quero ser portador de más notícias, muito pelo contrário quero ser aquele que anuncia o caminho da esperança e da salvação. Mas, sinceramente, espero que as pessoas se apercebam de que a vida carnal tem começo e fim, e que quando o tempo chegar todos seremos postos diante do Senhor da Justiça e que todo aquele que tiver seguido a seus próprios interesses, e tiver optado por não aceitar o amor e o sacrifício de Cristo, estes serão condenados e neste dia haverá choro e ranger de dentes. Esta vida é semelhante a situação que vivi na avaliação do DETRAN. Um dia todos seremos avaliados, não há como fugir disto. O que devemos fazer é nos prepararmos, e nos esforçarmos para sermos aprovados.
Não viva essa vida de qualquer maneira, viva na direção de Deus, santificando-se diariamente e caminhando firme em direção ao alvo que é Cristo Jesus.
                                                                                                                                                     Ney Bellas

Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.

(Romanos 8:1)

Postagens mais visitadas deste blog

Papo de Crente: “Morar junto”, sem se casar, é pecado?

Bem, para responder a esta pergunta, de cara gostaria de dizer que não sou muito de ficar apontando para isso ou para aquilo e dizendo se é pecado, ou não. Afinal, pecado significa errar o alvo, que por sua vez representa a pessoa de JESUS CRISTO. Logo, tudo que fazemos que nos afasta dEle é pecado. Certo? Mas, a pergunta acima tem sido recorrente entre vários jovens e por isso optei por este texto. Vamos entender uma coisa, “morar junto” não é o mesmo que estar casado, assim como “ficar” não é namorar e namorar anos sem compromisso não é “noivar”.  Outra coisa é que esse papo de “morar junto” nada mais é do que um jeitinho de se ter relações sexuais, dentro do socialmente correto. Que fique claro que seguir a Cristo é uma coisa simples, mas que sempre envolve decisões difíceis. Entenda isso como a “porta estreita” da qual Jesus nos alertou. Sexo antes do casamento é FORNICAÇÃO! Não entendeu? Eu explico: “Fornicação é o ato ou efeito de fornicar. Ter relações sexuais por puro prazer, p…

A CABANA e os FALSOS MESTRES

Enquanto escrevo estas linhas milhares de pessoas estão lotando salas de cinema em vários países e até mesmo no Brasil, para assistirem o Filme: A Cabana.  Dirigido por Stuart Hazeldine e adaptado do livro homônimo de 2007, escrito por William Paul Young, canadense, filho de missionários cristãos, teólogo formado em Religião no estado do Oregon, nos Estados Unidos. E, para mim, um dos FALSOS MESTRES de nosso tempo.    Pois bem, este texto, assim como habitualmente o faço é fruto de uma conversa com um amigo que assistiu o referido filme, gostou, o recomendou a outros e me disse que soube reter o que era bom e descartar o que não valia a pena. Acredito e glorifico a Deus por tê-lo capacitado a ter esse nível de discernimento, contudo tenho o coração aflito, tanto pelo zelo que tenho a palavra de Deus, quanto pelas vidas que podem vir a se perder diante do engodo de uma estória emocionante.    Segundo a sinopse oficial do filme a trama apresenta "um homem atormentado após perder a su…

Mães de joelho, filhos de pé

Desperta Débora
“Orando por nossos filhos”.
“Desperta Débora é um movimento de oração cujo alvo é despertar mães comprometidas a orar 15 minutos por dia, para que Deus opere um despertamento espiritual sem precedentes na história da juventude brasileira”.

O Desperta, Débora nasceu no coração do reverendo Jeremias Pereira durante a Consulta Global sobre Evangelização Mundial (GCOWE 95), promovido em maio daquele ano em Seul, Coréia. Nesse encontro, a Igreja coreana consagrou cem mil jovens de diversas denominações para a obra missionária. “Era um dia chuvoso e frio, e num daqueles momentos de clamor uma jovem perto de mim estava com a testa no chão. Em oração, ela se oferecia como mártir para que ao menos uma pessoa da Coréia do Norte entregasse sua vida a Cristo. Ao ouvir aquilo chorei como um menino e desejei que algo semelhante acontecesse no Brasil”, lembra Pereira, pastor da Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte.
Ainda em Seul, ele procurou o pastor Marcelo Gualberto e juntos …