Pular para o conteúdo principal

ACASO, SOMOS DEUSES? JESUS DISSE: “NÃO ESTÁ ESCRITO NA VOSSA LEI: SOIS DEUSES?” (JOÃO 10:34b)


Calma, calma...nada de afobação, Ok? Este versículo traz em si uma citação ao samo 82, versículo 6 que diz: “Eu disse: Vós sois deuses, e todos vós filhos do Altíssimo”  Este Salmo que Jesus cita usa palavra hebraica traduzida "deuses" que é elohim. Geralmente se refere ao único Deus, mas também tem outros usos. Ao contextualizarmos o Salmo 82, podemos observar que no verso 1º diz: " Deus está na congregação dos poderosos; julga no meio dos deuses." Os próximos três versículos deixam bem claro que a palavra "deuses" refere-se a magistrados, juízes e outras pessoas que ocupam posições de autoridade e domínio. Chamar um ser humano em posição de autoridade de "deus" indica três coisas: 1) ele tem autoridade sobre os outros seres humanos; 2) o poder que ele exerce como uma autoridade civil deve ser temido; 3) Ele obtém o seu poder e autoridade de Deus, o qual é retratado como julgando toda a terra no versículo 8.
Este uso da palavra “deuses” é rara, mas é encontrada em outro lugar no Antigo Testamento. Quando Deus enviou Moisés ao Faraó, Ele disse: "Eis que te tenho posto por deus sobre Faraó, e Arão, teu irmão, será o teu profeta" (Êxodo 7:1). Isto significa simplesmente que Moisés, como o mensageiro de Deus, estava comunicando as palavras de Deus e era, portanto, o representante de Deus para o rei. A palavra hebraica elohim é traduzida como "juízes" em Êxodo 21:6 e 22:8, 9 e 28.
O sentido do Salmo 82 é que juízes terrenos devem agir com imparcialidade e verdadeira justiça, porque esses juízes terão um dia que prestar contas ao GRANDE juiz. Versículos 6 e 7 advertem os humanos que ocupam posição de autoridade porque eles também serão julgados: " Eu disse: Vós sois deuses, e todos vós filhos do Altíssimo. Todavia morrereis como homens, e caireis como qualquer dos príncipes." Esta passagem está dizendo que Deus tinha escolhido homens para ocupar cargos de autoridade nos quais seriam considerados como deuses entre os povos. Elas devem se lembrar que, embora estejam representando Deus neste mundo, eles são mortais e eventualmente vão ter que prestar contas a Deus por como usaram essa autoridade.
Vamos agora examinar o modo como Jesus usa esta passagem. Jesus tinha acabado de clamar que era o Filho de Deus (João 10:25-30). Em retorno, os judeus incrédulos acusaram Jesus de blasfêmia, uma vez que Ele alegou ser Deus (versículo 33). Jesus então cita Salmo 82:6, lembrando os judeus de que a Lei refere-se a homens comuns - embora homens de autoridade e prestígio - como "deuses". O objetivo de Jesus é este: você me acusam de blasfêmia por causa do meu uso do título "Filho de Deus"; mas sua própria Escritura utiliza esse mesmo termo para líderes em geral. Se aqueles nomeados divinamente para ocupar uma posição de autoridade podem ser considerados "deuses", quanto mais deve ser assim considerado o Único a quem Deus escolheu e enviou (versículos 34-36)?
Pois é, NÃO SOMOS DEUSES! O HOMEM É UMA CRIATURA. E há uma diferença incomensurável entre Deus, o Criador, e o homem, sua criatura, que jamais poderá ser apagada. O homem é barro mais sopro divino. PORÉM, O homem não é uma criatura qualquer, mas como revela o texto de Gn 1.26-27, ele  é uma criatura feita à imagem e semelhança de Deus. Quanto a isso, me permita ser um pouco mais teológico. Ok? As palavras imagem e semelhança se reforçam mutuamente, não havendo distinção entre elas. A palavra hebraica para imagem, significa reprodução, imitação, ser igual, enquanto que a equivalente à semelhança significa cópia. Portanto, dizer que o homem é imagem e semelhança de Deus, significa dizer que o homem é como Deus, reflete a Deus. Isso é elucidado em Gênesis 5.3: “Aos 130 anos, Adão gerou um filho à sua semelhança, conforme a sua imagem; e deu-lhe o nome de Sete”. Observe que Sete é IMAGEM E SEMELHANÇA DE ADÃO. Ou seja, assim como um filho se parece com seu pai, o homem se PARECE com Deus. A humanidade reflete Deus na sua racionalidade, criatividade, capacidade de comunicação, espiritualidade, capacidade de dominar, de tomar decisões, e assim por diante. Outrossim,  O fato de sermos imagem de Deus, ou seja, termos a estampa de Deus em nós, constitui também uma declaração de propriedade. Jesus disse aos seus questionadores: “De quem é esta imagem e esta inscrição?”. “De César”, responderam eles. E ele lhes disse: “Então deem a César o que é de César e a Deus o que é de Deus” (Mt 22.20,21). O ser humano pertence a Deus, assim como a terra e tudo o que nela há (Sl 24.1).

Postagens mais visitadas deste blog

Papo de Crente: “Morar junto”, sem se casar, é pecado?

Bem, para responder a esta pergunta, de cara gostaria de dizer que não sou muito de ficar apontando para isso ou para aquilo e dizendo se é pecado, ou não. Afinal, pecado significa errar o alvo, que por sua vez representa a pessoa de JESUS CRISTO. Logo, tudo que fazemos que nos afasta dEle é pecado. Certo? Mas, a pergunta acima tem sido recorrente entre vários jovens e por isso optei por este texto. Vamos entender uma coisa, “morar junto” não é o mesmo que estar casado, assim como “ficar” não é namorar e namorar anos sem compromisso não é “noivar”.  Outra coisa é que esse papo de “morar junto” nada mais é do que um jeitinho de se ter relações sexuais, dentro do socialmente correto. Que fique claro que seguir a Cristo é uma coisa simples, mas que sempre envolve decisões difíceis. Entenda isso como a “porta estreita” da qual Jesus nos alertou. Sexo antes do casamento é FORNICAÇÃO! Não entendeu? Eu explico: “Fornicação é o ato ou efeito de fornicar. Ter relações sexuais por puro prazer, p…

A CABANA e os FALSOS MESTRES

Enquanto escrevo estas linhas milhares de pessoas estão lotando salas de cinema em vários países e até mesmo no Brasil, para assistirem o Filme: A Cabana.  Dirigido por Stuart Hazeldine e adaptado do livro homônimo de 2007, escrito por William Paul Young, canadense, filho de missionários cristãos, teólogo formado em Religião no estado do Oregon, nos Estados Unidos. E, para mim, um dos FALSOS MESTRES de nosso tempo.    Pois bem, este texto, assim como habitualmente o faço é fruto de uma conversa com um amigo que assistiu o referido filme, gostou, o recomendou a outros e me disse que soube reter o que era bom e descartar o que não valia a pena. Acredito e glorifico a Deus por tê-lo capacitado a ter esse nível de discernimento, contudo tenho o coração aflito, tanto pelo zelo que tenho a palavra de Deus, quanto pelas vidas que podem vir a se perder diante do engodo de uma estória emocionante.    Segundo a sinopse oficial do filme a trama apresenta "um homem atormentado após perder a su…

Mães de joelho, filhos de pé

Desperta Débora
“Orando por nossos filhos”.
“Desperta Débora é um movimento de oração cujo alvo é despertar mães comprometidas a orar 15 minutos por dia, para que Deus opere um despertamento espiritual sem precedentes na história da juventude brasileira”.

O Desperta, Débora nasceu no coração do reverendo Jeremias Pereira durante a Consulta Global sobre Evangelização Mundial (GCOWE 95), promovido em maio daquele ano em Seul, Coréia. Nesse encontro, a Igreja coreana consagrou cem mil jovens de diversas denominações para a obra missionária. “Era um dia chuvoso e frio, e num daqueles momentos de clamor uma jovem perto de mim estava com a testa no chão. Em oração, ela se oferecia como mártir para que ao menos uma pessoa da Coréia do Norte entregasse sua vida a Cristo. Ao ouvir aquilo chorei como um menino e desejei que algo semelhante acontecesse no Brasil”, lembra Pereira, pastor da Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte.
Ainda em Seul, ele procurou o pastor Marcelo Gualberto e juntos …