Pular para o conteúdo principal

Um Arco Iris na estrada



Nesses dias aqui em Sydney tem chovido muito. Ontem mesmo dizem que a chuva que caiu por aqui foi uma tempestade. São tipo esses dias quando você vai dormir no quentinho, coberto, na sua cama macia e confortável, o coração dói por aqueles que não têm nem uma árvore para se proteger, dói por aqueles que o “céu é o limite”, limite de teto, pois infelizmente moram nas ruas. Eu me peguei orando por essas pessoas nesses dias.

Por ver coisas assim acontecerem, às vezes parece que Deus não se importa com a condição do ser humano. Eu não estou falando daqueles que estão presos no trânsito num dia de chuva e passa em sua cabeça que Deus não se importa com a sua reunião agendada em minutos, estou falando daquele que passa na pele o frio, a doença, a dor, o desespero de ver que a cada gota que cai, mais um “barraco” pode ir ao chão, mais um tipo de doença pode acontecer, mais uma noite tremendo de frio.

E foi hoje mesmo, dirigindo debaixo de mais um dia de chuva, pensando e reclamando que eu não aguentava mais esse dia com tanta água, que de repente, bem na minha frente apareceu talvez o maior arco-íris que eu já tenha visto. Parecia que o mundo dos “ursinhos carinhosos” se tornara real. O céu se tornou colorido bem no meio daquela massa cinzenta. NO MEIO DA TEMPESTADE, CORES – VIDA!

Arco-íris não existiria se não houvesse tempestade. Cura não existiria se não houvesse doença. Amor não existiria se não houvesse indiferença. Restauração não existiria se não houvesse perda. Paz seria extinta sem o conflito. Jesus não existiria se não houvesse eu e você!

Hoje, porque eu vi aquele arco-íris no fim da tempestade, Deus me ensinou a ver o porquê de muita coisa que tenho vivido. Me relembrou que “Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam”.

Talvez você esteja ensopado debaixo de uma tempestade a ponto de desistir caso caia mais uma gota encima de você... Mas olhe para o “arco-íris”, hoje para a VIDA, olhe para Cristo, que as coisas fazem bem mais sentido.

O sofrimento não anula Deus, ele revela quem Ele é.
No fim de tudo, há VIDA!

Thiago Guerra (msn: thinoseua@hotmail.com)

Postagens mais visitadas deste blog

Papo de Crente: “Morar junto”, sem se casar, é pecado?

Bem, para responder a esta pergunta, de cara gostaria de dizer que não sou muito de ficar apontando para isso ou para aquilo e dizendo se é pecado, ou não. Afinal, pecado significa errar o alvo, que por sua vez representa a pessoa de JESUS CRISTO. Logo, tudo que fazemos que nos afasta dEle é pecado. Certo? Mas, a pergunta acima tem sido recorrente entre vários jovens e por isso optei por este texto. Vamos entender uma coisa, “morar junto” não é o mesmo que estar casado, assim como “ficar” não é namorar e namorar anos sem compromisso não é “noivar”.  Outra coisa é que esse papo de “morar junto” nada mais é do que um jeitinho de se ter relações sexuais, dentro do socialmente correto. Que fique claro que seguir a Cristo é uma coisa simples, mas que sempre envolve decisões difíceis. Entenda isso como a “porta estreita” da qual Jesus nos alertou. Sexo antes do casamento é FORNICAÇÃO! Não entendeu? Eu explico: “Fornicação é o ato ou efeito de fornicar. Ter relações sexuais por puro prazer, p…

A CABANA e os FALSOS MESTRES

Enquanto escrevo estas linhas milhares de pessoas estão lotando salas de cinema em vários países e até mesmo no Brasil, para assistirem o Filme: A Cabana.  Dirigido por Stuart Hazeldine e adaptado do livro homônimo de 2007, escrito por William Paul Young, canadense, filho de missionários cristãos, teólogo formado em Religião no estado do Oregon, nos Estados Unidos. E, para mim, um dos FALSOS MESTRES de nosso tempo.    Pois bem, este texto, assim como habitualmente o faço é fruto de uma conversa com um amigo que assistiu o referido filme, gostou, o recomendou a outros e me disse que soube reter o que era bom e descartar o que não valia a pena. Acredito e glorifico a Deus por tê-lo capacitado a ter esse nível de discernimento, contudo tenho o coração aflito, tanto pelo zelo que tenho a palavra de Deus, quanto pelas vidas que podem vir a se perder diante do engodo de uma estória emocionante.    Segundo a sinopse oficial do filme a trama apresenta "um homem atormentado após perder a su…

Mães de joelho, filhos de pé

Desperta Débora
“Orando por nossos filhos”.
“Desperta Débora é um movimento de oração cujo alvo é despertar mães comprometidas a orar 15 minutos por dia, para que Deus opere um despertamento espiritual sem precedentes na história da juventude brasileira”.

O Desperta, Débora nasceu no coração do reverendo Jeremias Pereira durante a Consulta Global sobre Evangelização Mundial (GCOWE 95), promovido em maio daquele ano em Seul, Coréia. Nesse encontro, a Igreja coreana consagrou cem mil jovens de diversas denominações para a obra missionária. “Era um dia chuvoso e frio, e num daqueles momentos de clamor uma jovem perto de mim estava com a testa no chão. Em oração, ela se oferecia como mártir para que ao menos uma pessoa da Coréia do Norte entregasse sua vida a Cristo. Ao ouvir aquilo chorei como um menino e desejei que algo semelhante acontecesse no Brasil”, lembra Pereira, pastor da Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte.
Ainda em Seul, ele procurou o pastor Marcelo Gualberto e juntos …