Pular para o conteúdo principal

A GRAÇA NÃO É DE MARIA


Vi no facebook algumas pessoas postando e repassando uma ilustração com os dizeres: ”RECEBA A GRAÇA DE NOSSA SENHORA E COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS.”
Uma coisa que me incomoda PROFUNDAMENTE é o fato de que estas pessoas se dizem Cristãs, ou seja, creem que JESUS é Deus, NOSSO SENHOR e nosso SALVADOR. Muitas dizem ler a bíblia! Então, pergunto: Porque insistem em propagar tamanha bobagem?
Talvez, você ache que sou mais um fanático, doidivanas que não respeito a religião alheia, não é mesmo? Mas, por favor me dê algum crédito e aventure-se na leitura a seguir. Não falarei nenhuma heresia, ou ofenderei alguém, apenas trarei alguma luz sobre uma questão que tem confundido muita gente.

Você já se perguntou, ou soube o que significa GRAÇA?
Pois bem, Graça significa: Favor, benefício, mercê; perdão, indulto.
Na teologia entende-se como: Dom sobrenatural de Deus, favor imerecido, auxílio divino que conduz a salvação.

“A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós. Amém. (2 Coríntios 13:14)
“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.
Não vem das obras, para que ninguém se glorie;
Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas. (Efésios 2:8-10)
Me permita explicar: A graça DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO é que nos salva! Não há outra GRAÇA que importe aos homens.
Quando a Bíblia nos fala que (na versão católica): “Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo.(Lucas 1:28) Refere-se a GRAÇA de Deus. Mostra que ela estará sendo agraciada, pois mesmo sendo pecadora, pessoa como todos nós, ainda sim seria a mais bem aventurada, ou em outras palavras a mais feliz dentre as mulheres.

QUER SABER UM POUCO MAIS SOBRE MARIA NA BÍBLIA?

A menção a ela aparece, sobretudo nos Evangelhos de Mateus e Lucas que falam da infância de Cristo.
Em Mateus, nos capítulos 1 e 2, Maria aparece na descrição da anunciação do nascimento de Cristo e no seu nascimento em Belém.
Em Lucas, a partir do capítulo 1:26, é descrito de forma detalhada a anunciação pelo anjo Gabriel enviado a Maria. Depois, a partir de 1:39, fala de Maria que vai ao encontro da prima Isabel, que também está grávida, de João Batista. No capítulo 2 Lucas conta o nascimento de Jesus. De 2:41-50 conta o fato que o menino Jesus, com 12 anos, se perde dos pais e finalmente é encontrado por eles no Templo, ensinando os doutores. Lucas conclui o seu "evangelho da infância" dizendo:
Sua mãe, porém, conservava a lembrança de todos esses fatos em seu coração. E jesus crescia em sabedoria, em estatura e em graça diante de Deus e diante dos homens (Lucas  2:51,52)
Durante o ministério de Jesus
Também durante a vida pública de Cristo, há algumas passagens onde é descrita a presença da sua mãe. 
Bodas de Caná: Maria intercede para que Jesus venha em auxílio dos noivos, que ficaram sem vinho. Jesus então realiza, segundo João, o primeiro milagre, transformando a água em vinho - João 2:1-12;
Marcos 3:31-35: a família, com sua mãe, vai ao encontro de Jesus. Jesus então se pergunta: "quem é minha mãe e meus irmãos?" E responde: "quem fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, irmã e mãe." 
Na paixão - Diz João: "perto da cruz de Jesus, permaneciam de pé sua mãe... Em seguida a confia a João dizendo: "eis tua mãe!" (João 19:25-27).
Na igreja nascenteO livro dos Atos dos Apóstolos mostra como Maria fazia parte da primeira comunidade, depois da ressurreição:
Atos 1:12-14: junto com os apóstolos, após a ascensão de Cristo, se reuniram na "sala superior" algumas mulheres, "entre as quais Maria, a mãe de jesus".

Dita estas coisas que fique claro que a GRAÇA é de JESUS e de mais ninguém. Você, ou eu ou qualquer pessoa não pode dar aquilo que não nos pertence. Ok?

Agora quero falar do título: NOSSA SENHORA. Pois é, os mais tradicionais agora devem estar querendo me estrangular, não é mesmo? Mas, Maria NÃO É nossa senhora. É mãe de Jesus, sim! Merece respeito, com certeza absoluta! Contudo, não coube a ela liderar, conduzir ou mesmo pastorear a Igreja. Ela foi uma serva valorosa, abençoada, porém não se deve idolatrá-la, ou reverenciá-la, ou lhe atribuir características sobrenaturais. Primeiro porque não as tem, mas principalmente porque nunca almejou algo assim. Como mulher valorosa e serva fiel, tudo que fez e acreditava apontava para a pessoa de Cristo e NUNCA para si própria. Quando alguém refere-se a ela como NOSSA SENHORA, atribui a ela o título que é exclusivo de Deus.
“Eu sou o Senhor, esse é meu nome, a ninguém cederei minha glória, nem a ídolos minha honra. (Isaías 42:8)
E só para esclarecer, DEUS não tem mãe. JESUS, apesar de ter se manifestado aos homens, em cumprimento as profecias, e ter nascido da virgem, tem em Maria um canal, o meio pelo qual optou por expressar-se em carne e sangue. Maria exerceu o papel de mãe de Jesus. Contudo a natureza divina de Cristo, os atributos que o caracterizam como Deus, não o vinculam a uma mulher. Deus não tem principio, nem fim. É auto suficiente, autogerador. Todas as coisas são DEle, por Ele e para Ele.

Outra coisa, os mortos não intercedem por nós. A começar não nos ouvem ou veem de onde estão. Jesus deixa isto muito claro ao nos apresentar a parábola de Lázaro e o Rico (Lucas 16:19-31). Jesus intercede por nós, pois além de ser o próprio Deus, ele próprio conheceu a morte, ressuscitou e em corpo glorificado foi aos céus.  Ninguém mais possui tais atributos, mesmo Enoch e Elias que foram levados vivos ao céu. Pois não conheceram a morte! Maria, não ressuscitou, ou ascendeu aos céus. Isto não esta na bíblia, trata-se de uma lenda, uma tradição religiosa que confunde a muitos, há séculos. Maria, morreu e hoje tem seu lugar ao lado de Cristo, assim como todos os que nEle creem e arrependidos o confessaram como Salvador.

Antes de encerrar quero pedir perdão aos que se sentiram ofendidos ou incomodados com minhas palavras, não é minha intenção nem ofender, ou agredir ninguém. Mas a mensagem da Cruz não é sincretista, ou mesmo ecumênica ela é verdadeira e dolorosa, apesar de conduzir a alegria, a paz e ao gozo eterno. 

Somente a Verdade de Cristo pode nos libertar e a bíblia sagrada é a sua palavra.


“A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós. Amém. (2 Coríntios 13:14)

Postagens mais visitadas deste blog

Papo de Crente: “Morar junto”, sem se casar, é pecado?

Bem, para responder a esta pergunta, de cara gostaria de dizer que não sou muito de ficar apontando para isso ou para aquilo e dizendo se é pecado, ou não. Afinal, pecado significa errar o alvo, que por sua vez representa a pessoa de JESUS CRISTO. Logo, tudo que fazemos que nos afasta dEle é pecado. Certo? Mas, a pergunta acima tem sido recorrente entre vários jovens e por isso optei por este texto. Vamos entender uma coisa, “morar junto” não é o mesmo que estar casado, assim como “ficar” não é namorar e namorar anos sem compromisso não é “noivar”.  Outra coisa é que esse papo de “morar junto” nada mais é do que um jeitinho de se ter relações sexuais, dentro do socialmente correto. Que fique claro que seguir a Cristo é uma coisa simples, mas que sempre envolve decisões difíceis. Entenda isso como a “porta estreita” da qual Jesus nos alertou. Sexo antes do casamento é FORNICAÇÃO! Não entendeu? Eu explico: “Fornicação é o ato ou efeito de fornicar. Ter relações sexuais por puro prazer, p…

A CABANA e os FALSOS MESTRES

Enquanto escrevo estas linhas milhares de pessoas estão lotando salas de cinema em vários países e até mesmo no Brasil, para assistirem o Filme: A Cabana.  Dirigido por Stuart Hazeldine e adaptado do livro homônimo de 2007, escrito por William Paul Young, canadense, filho de missionários cristãos, teólogo formado em Religião no estado do Oregon, nos Estados Unidos. E, para mim, um dos FALSOS MESTRES de nosso tempo.    Pois bem, este texto, assim como habitualmente o faço é fruto de uma conversa com um amigo que assistiu o referido filme, gostou, o recomendou a outros e me disse que soube reter o que era bom e descartar o que não valia a pena. Acredito e glorifico a Deus por tê-lo capacitado a ter esse nível de discernimento, contudo tenho o coração aflito, tanto pelo zelo que tenho a palavra de Deus, quanto pelas vidas que podem vir a se perder diante do engodo de uma estória emocionante.    Segundo a sinopse oficial do filme a trama apresenta "um homem atormentado após perder a su…

Mães de joelho, filhos de pé

Desperta Débora
“Orando por nossos filhos”.
“Desperta Débora é um movimento de oração cujo alvo é despertar mães comprometidas a orar 15 minutos por dia, para que Deus opere um despertamento espiritual sem precedentes na história da juventude brasileira”.

O Desperta, Débora nasceu no coração do reverendo Jeremias Pereira durante a Consulta Global sobre Evangelização Mundial (GCOWE 95), promovido em maio daquele ano em Seul, Coréia. Nesse encontro, a Igreja coreana consagrou cem mil jovens de diversas denominações para a obra missionária. “Era um dia chuvoso e frio, e num daqueles momentos de clamor uma jovem perto de mim estava com a testa no chão. Em oração, ela se oferecia como mártir para que ao menos uma pessoa da Coréia do Norte entregasse sua vida a Cristo. Ao ouvir aquilo chorei como um menino e desejei que algo semelhante acontecesse no Brasil”, lembra Pereira, pastor da Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte.
Ainda em Seul, ele procurou o pastor Marcelo Gualberto e juntos …